Trabalhadores das alfândegas de Cabo Verde em greve de 23 a 25 deste mês (Sapo.pt)


minfincv

Os trabalhadores das alfândegas cabo-verdianas vão entrar em greve de 23 a 25 deste mês caso o Governo persista em ignorar as suas reivindicações, afirmou hoje o presidente do Sindicato Nacional, Democrático dos Trabalhadores da Administração Pública (SINDETAP).

Segundo Domingos Barbosa, citado pela Inforpress, o pré-aviso de greve já foi entregue ao gabinete da ministra das Finanças e do Planeamento de Cabo Verde, Cristina Duarte, pelo sindicato que representa os trabalhadores das alfândegas.

Os funcionários criticam a “ausência total de diálogo” por parte do Ministério das Finanças relativamente às discussões e consensualização dos estatutos de carreira dos funcionários da Direção Nacional de Técnicos de Receitas do Estado, a grelha salarial e a lista de transição do atual para o novo estatuto.

A clarificação da atribuição de ajudas de custo, a retoma do quadro especial do pessoal aduaneiro, a reposição do espaço e transporte do pessoal de Alfândega, são outras das reivindicações.

Os funcionários alfandegários dizem estar descontentes e inconformados com o tratamento da Direção Nacional de Receitas do Estado, sobretudo em questões ligadas à distribuição e afetação de espaço de funcionamento de serviços alfandegários.

Do caderno reivindicativo da greve, que abrange todos os setores e serviços alfandegários do país, bem todas as categorias profissionais, constam ainda a suspensão imediata de atribuição das ajudas de custas e subsídios de deslocação a contratados e o fim do impedimento de funcionário com requisitos de participar em concursos.

O presidente do SINDETAP disse que a greve é a “única via para a resolução dos problemas” dos trabalhadores, depois de esgotado o diálogo com o Governo.

“Vamos lutar até o Governo negociar e satisfazer as reivindicações dos trabalhadores”, afirmou Domingos Barbosa.

Caso esta greve se concretize, será a terceira paralisação marcada neste início do ano de 2015 em Cabo Verde, após as concretizadas pela Polícia Judiciária (PJ) e pelos professores.

Em aberto está ainda a possibilidade de os trabalhadores do Instituto Nacional de Estatística (INE) e do Laboratório de Engenharia Civil (LEC) virem a paralisar este mês.

No INE, os trabalhadores exigem ao Governo a nomeação de um vice-presidente e um administrador para completar o Conselho de Administração e terminar um processo que se arrasta há vários anos, o que tem impedido a aprovação de importantes instrumentos de gestão dos recursos humanos, levando ao congelamento das carreiras.

No LEC, os funcionários exigem à entidade patronal um novo Estatuto, o reajuste salarial e a promoção e progressão na carreira profissional, congeladas desde 2008.

JSD // APN

Lusa/Fim | Fonte Sapo.pt

Consultor Empresarial, Especialista em Tributação, Empreendedor, entusiasta das novas tecnologias e apaixonado pela fotografia

Tagged with: , ,
Publicado em NOTÍCIA
One comment on “Trabalhadores das alfândegas de Cabo Verde em greve de 23 a 25 deste mês (Sapo.pt)
  1. Alcinda Monteiro diz:

    Ola resido na ilha do fogo,como poderia participar na formaçao do REMPE? pensa vir faze.lo aqui na ilha cpts alcinda monteiro

    Date: Tue, 24 Mar 2015 12:03:50 +0000 To: alcindamonteiro@hotmail.com

Queremos a tua opinião sobre este assunto

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Introduza o seu endereço de email para seguir este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 253 outros seguidores

%d bloggers like this: