Espanha apoia modernização da admin fiscal em CV- África 21


O acordo foi assinado entre o Ministério das Finanças de Cabo Verde e a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

Praia – A Espanha comprometeu-se a apoiar a modernização da administração fiscal de Cabo Verde através do seu Instituto de Estudos Fiscais (IEEF) nos termos de um protocolo de cooperação assinado terça-feira na Praia.

O acordo foi assinado entre o Ministério das Finanças de Cabo Verde e a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

No quadro deste documento, o IEEF vai assistir a Direcção Geral de Contribuições e Impostos (DGCI) de Cabo Verde na implementação de vários projectos em fiscalização e formação de técnicos cabo-verdianos em Madrid.

Os projectos a desenvolver são financiados pela parte espanhola, no valor de 250 mil euros, e visam criar as condições para o reforço da fiscalização nas instituições financeiras e nos sectores imobiliário, turístico e de construção civil.

Cabo Verde tem vindo a beneficiar de várias formações ministradas pelo IEEF, no âmbito da reforma e da consolidação da gestão e controlo dos rendimentos do Estado no arquipélago.

O director-geral da DGCI, Emanuel Moreira, disse que a instituição que dirige conta com a ajuda da IEEF para implementar várias medidas já previstas no plano de modernização do sistema fiscal cabo-verdiano, como na gestão do cadastro dos contribuintes e na consolidação da conta corrente.

“O IEEF espanhol é uma entidade idónea, com reputação e com estudos e trabalhos já feitos e esse passo é importante na reforma que pretendemos implementar em Cabo Verde. O imperativo da administração fiscal, neste momento, é a modernização e formação dos nossos quadros”, explicou.

Cabo Verde já recebe de assistência técnica do Instituto de Estudos Fiscais da Espanha, sendo que o arquipélago já foi beneficiado por várias formações no âmbito da reforma e a consolidação da gestão e o controlo dos rendimentos do Estado.

Por sua vez, o director-geral do IEEF, José Maria Azcone, que esteve presente na assinatura do protocolo, destacou o facto de o protocolo prever a participação de técnicos cabo-verdianos em estágios em Espanha.

“Podemos contribuir numa coisa que é fundamental para o país: o apoio formativo. O capital humano é fundamental, também nas áreas de realização de estudos, pois todas as decisões a tomar têm de ser baseadas em estudos”, precisou. As informações são da Panapress.

Consultor Empresarial, Especialista em Tributação, Empreendedor, entusiasta das novas tecnologias e apaixonado pela fotografia

Tagged with: ,
Publicado em NOTÍCIA

Queremos a tua opinião sobre este assunto

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Introduza o seu endereço de email para seguir este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 253 outros seguidores

%d bloggers like this: